Citologia – Estudo do Citoplasma

Neste texto, estudaremos as características e funções dos constituintes básicos do citoplasma celular. Veremos, portanto, os principais revestimentos, sistemas membranosos e organelas citoplasmáticas, presentes sobretudo nas células eucarióticas.

COMPONENTES ESTRUTURAIS DO CITOPLASMA

Hialoplasma: também conhecido como matriz citoplasmática, trata-se de um líquido gelatinoso e amorfo (mistura de água e proteínas) onde estão “mergulhadas” as organelas citoplasmáticas.

Citoesqueleto: é o esqueleto e a musculatura da célula; tem função estrutural, pois organiza a forma da célula e possibilita seus movimentos internos.

REVESTIMENTOS CELULARES

Parede celular: envoltório presente em muitos seres vivos, como plantas e bactérias, que oferece suporte e proteção à célula.

Glicocálix: envoltório constituído de carboidratos presente em células animais; oferece maior resistência à membrana plasmática.

Célula Vegetal

SISTEMAS MEMBRANOSOS

Complexo de Golgi ou complexo golgiense: conjunto de membranas à forma de sacos achatados, amontoados uns sobre os outros. Existe apenas em células eucarióticas. Funções principais: armazenamento de proteínas, secreção de substâncias e formação de glicoproteínas.

Retículo endoplasmático: sistema de tubos e vesículas lipoproteicas presente em células de eucariontes. Há o retículo formado por membranas lisas e filamentos tubulares (retículo endoplasmático liso), cujas funções principais são: desintoxicação celular, armazenamento de substâncias e síntese de lipídios; e há também o retículo formado por vesículas, canais achatados e ribossomos (retículo endoplasmático rugoso), que é responsável, principalmente, pela síntese de proteínas para a exportação.

ORGANELAS CITOPLASMÁTICAS

Ribossomos: organelas (formadas por RNA e proteínas) responsáveis pela síntese proteica. Têm a forma de grãos e existem em todas as células.

Lisossomos: vesículas derivadas do complexo golgiense responsáveis pela digestão celular. Possuem membrana lipoproteica e existem apenas em células animais.

Peroxissomos: organelas cheias de enzimas responsáveis por degradar substâncias prejudiciais à célula, como a água oxigenada e o etanol.

Centríolos: estruturas cilíndricas que participam do processo de divisão celular. Apresentam-se em pares (diplossomos) e existem principalmente nas células de animais, algas e vegetais inferiores.

Mitocôndrias: organelas (formadas por membranas lipoproteicas) que participam do processo de respiração celular.

Plastos: organelas típicas das células vegetais. Existem vários tipos de plasto, cada um com uma função diferente. Os cloroplastos, por exemplo, possuem clorofila e são essenciais ao processo de fotossíntese.

Vacúolos: estruturas com membrana lipoproteica que armazenam substâncias na célula e controlam a osmose. Existem sobretudo em células vegetais.

Compartilhe conhecimento...