Adjetivo – Conceito e Classificações

Na concepção tradicional, o adjetivo é um caracterizador do substantivo, capaz de lhe indicar atributos, modos de ser, estados ou aspectos. Ele tem a função de singularizar o substantivo através da sua diferenciação.

Ex.: homem inteligente; casa arejada; muro alto

CLASSIFICAÇÕES DOS ADJETIVOS

– Pátrios: são os adjetivos que indicam a origem, a nacionalidade, a pátria ou o lugar de determinado substantivo. Geralmente, são derivados dos próprios nomes a que se referem.

Ex.: Brasil/brasileiro; Arábia/árabe; Pérsia/persiano, pérsico, persa.

– Primitivos: são aqueles dos quais derivam novos adjetivos.

Ex.: formal; pardo; leve.

– Derivados: são os novos adjetivos originados:

Ex.: formalístico; pardacento; leviano.

Simples: são formados por uma só palavra:

Ex.: esperto; amável; silencioso.

– Compostos: são formados por mais de uma palavra:

Ex.: luso-brasileiro; médico-cirúrgico.

LOCUÇÕES E ORAÇÕES ADJETIVAS

Existem ainda expressões dotadas de valor adjetivo, como é o caso das locuções adjetivas e das orações subordinadas adjetivas.

Exemplos:

Locuções adjetivas: mesa de vidro; ideia sem pé nem cabeça; violão com doze cordas.

Oração adjetiva: O homem que fuma morre mais cedo.

Observação: A oração “que fuma” tem sentido semelhante ao de “fumante”.

Podemos falar também nos casos de “mudança” de classe gramatical. Em determinados contextos, um adjetivo pode assumir a função típica de um substantivo, como nas expressões o cego, um velho, aquele miserável.

Ocorre também o processo oposto – quando alguns substantivos ganham valor de adjetivo. É o caso dos substantivos “máquina” e “prodígio” em homem máquina e filho prodígio, respectivamente.

Compartilhe conhecimento...