Desenvolvimento Sustentável

O Desenvolvimento Sustentável é o desenvolvimento capaz de suprir as demandas do presente sem que seja comprometido o potencial das futuras gerações. Trata-se, portanto, de uma mudança profunda nas bases da sociedade capitalista e alerta para a necessidade de preservar os recursos naturais e garantir a dignidade humana.

A NOÇÃO DE SUSTENTABILIDADE

No decorrer do século passado, o mundo alcançou o auge da produção industrial. As diferentes nações mobilizaram suas forças para atingir o crescimento econômico. Sobretudo nos modelos capitalistas, vê-se a busca frenética pelo desenvolvimento a qualquer custo, de modo que praticamente não se consideram o impacto ambiental e a qualidade de vida das populações.

Uma série de graves consequências, entretanto, evidenciou o custo do progresso. A urbanização sem planejamento tornou as cidades extremamente populosas e destruiu grandes extensões de área verde. A poluição provocada pelas indústrias atinge o ar, as águas e o solo. A liberação de gases poluentes à atmosfera tem gerado mudanças no clima do planeta e as estimativas para o futuro são cada vez mais preocupantes. Todos esses fatores parecem ter despertado a noção de sustentabilidade.

A realidade prova que é preciso preservar os recursos naturais, porque eles não são infinitos. Afinal, como podemos pensar em crescimento econômico sem matérias-primas? Entretanto, a questão do desenvolvimento sustentável é bastante complexa porque exige um conjunto de medidas que se opõe à base do sistema capitalista.

 O TRIPÉ DA SUSTENTABILIDADE

Atualmente, admite-se que, para atingir o desenvolvimento sustentável, as empresas ou nações devem se orientar pelo tripé da sustentabilidade: Pessoas, Planeta e Lucro (PPL) – que leva em conta os aspectos sociais, ambientais e econômicos.

Em relação aos aspectos sociais (Pessoas), é necessário priorizar a dignidade humana, por meio da oferta de condições adequadas de trabalho. No caso de empresas ou indústrias, é essencial o respeito às comunidades circunvizinhas. Nos aspectos ambientais (Planeta), há principalmente a necessidade de preservar os recursos naturais. O Lucro representa o crescimento econômico em si, que deve ser atingido considerando os outros aspectos. A sustentabilidade depende do equilíbrio entre os três fatores, que devem se integrar harmonicamente.

Um exemplo de índice para medir a sustentabilidade é o Indicador de Progresso Genuíno (GPI), que considera, além do PIB (Produto Interno Bruto) e do IDH (Índice de Desenvolvimento Humano), dados como distribuição de renda, perda de recursos naturais, poluição ambiental e nível educacional da população.

MEDIDAS SUSTENTÁVEIS

Há muitas medidas que orientam a preservação dos recursos naturais e que já fazem a diferença. O uso de novas fontes de energia, renováveis e menos poluentes, cresce em todo o mundo, ainda que lentamente. É o caso, por exemplo, da energia solar e da energia eólica.

No âmbito global, constantemente ocorrem encontros internacionais que discutem a aplicação de iniciativas sustentáveis. Em 2012, houve o Rio +20 ou Conferência das Nações Unidas sobre Desenvolvimento Sustentável – evento que contou com a participação de 190 representantes das diversas nações do mundo.

A legislação ambiental aponta para a preservação das áreas verdes e há um esforço conjunto para conter as queimadas e os desmatamentos. Outras medidas essenciais são a redução do consumo, a reutilização de materiais e a reciclagem.

Compartilhe conhecimento...