Desmatamentos e Queimadas

Desmatamento ou desflorestamento é o processo de extinção de grandes áreas florestais, causado pela ação direta do homem. No Brasil, esta ação predatória está intimamente ligada ao desaparecimento da Mata Atlântica e da Floresta Amazônica. Extremamente prejudicial ao equilíbrio do ambiente, o desmatamento é também um dos responsáveis pelo agravamento do efeito estufa.

O homem realiza o desmatamento, na maioria das vezes, com finalidades lucrativas. Geralmente, uma grande área é desflorestada para a extração e comercialização da madeira, para a utilização da área desmatada como pasto para pecuária ou para o emprego do solo na atividade agrícola.

Quando a área desmatada é utilizada para a criação de pasto ou atividade agrícola, outro fator de desequilíbrio ecológico costuma ocorrer: as queimadas. Para a preparação do solo, eliminação de pragas e de vegetação indesejável, o agricultor ou pecuarista “limpa” o terreno com queimadas, matando uma diversidade de animais, plantas, bactérias e fungos indispensáveis ao meio ambiente.

As queimadas também provocam a infertilidade do solo, que só poderá ser utilizado para a agricultura por meio da fertilização artificial. Nas margens dos rios, a retirada das árvores pode ocasionar deslizamentos de terra e, consequentemente, enchentes em comunidades ribeirinhas.

Compartilhe conhecimento...