Migrações Populacionais

As migrações populacionais são processos históricos que remetem às primeiras sociedades. A dispersão do homem ocorreu por todos os continentes e, atualmente, é a base da dinâmica populacional.

O crescimento demográfico de um país, por exemplo, considera o número de pessoas que migra para outras regiões (contingente de emigração) e o número de pessoas que chega de outras regiões (contingente de imigração).

CARACTERÍSTICAS DAS MIGRAÇÕES

As razões que levam as pessoas a deixarem o seu país de origem são muito diversas. As migrações podem ocorrer por razões políticas, como as guerras civis; por razões religiosas, como a perseguição de judeus no século XX; por razões naturais, como as enchentes e os terremotos; e sobretudo por razões econômicas, como a busca por trabalho e melhores condições de vida.

É importante notar que as migrações, no caso de crises e perseguições, se dão por razões conjunturais. Já no caso das necessidades econômicas, elas se dão por razões estruturais.

TIPOS DE MOVIMENTOS MIGRATÓRIOS

Em relação à duração, as migrações podem ser:

definitivas: quando a parcela de migrantes permanece definitivamente na região em que chega.

temporárias: quando a parcela de migrantes deixa sua região de origem apenas por determinado período de tempo. Normalmente, esse tipo de migração está relacionado ao trabalho (pessoas trabalham em cidades próximas), ao turismo (pessoas vão conhecer outros lugares por lazer) e à religião (pessoas visitam templos sagrados). As migrações temporárias nem sempre têm duração previamente definida.

Observação: É comum no Brasil um tipo especial de migração temporária: a migração sazonal, isto é, relacionada às estações do ano. Os boias-frias, por exemplo, costumam migrar para onde há trabalho em épocas de colheita.

Em relação ao espaço de deslocamento, as migrações podem ser:

internas: quando pessoas migram para outra cidade ou região pertencente ao mesmo país.

externas: quando pessoas migram de um país para outro.

MIGRAÇÕES INTERNAS

Êxodo rural: exemplo mais representativo de migração interna, é o deslocamento de pessoas da área rural para a área urbana. Nos países desenvolvidos, este processo se iniciou ainda no século XVIII. De modo geral, contribuiu decisivamente para consolidar a urbanização.

Transumância: migração periódica relacionada à sazonalidade (estações do ano). Quase sempre é determinada pelas condições climáticas. No Brasil, por exemplo, os nordestinos do Agreste costumam migrar para a Zona da Mata durante a estiagem em busca de trabalho na colheita e moagem da cana-de-açúcar. Eles retornam no período úmido.

Nomadismo: deslocamento constante de povos ou tribos de um lugar para o outro em busca de alimentos e pastagens. Embora raras nos dias de hoje, existem ainda tribos nômades na África e em algumas regiões da Ásia e do Oriente Médio.

MIGRAÇÕES EXTERNAS

São bem plurais as migrações externas, como se pode imaginar. Elas ocorrem por uma série de razões. É interessante, entretanto, citar o processo de colonização iniciado a partir do século XVI. A conquista da América propiciou as colônias de povoamento, formadas por migrações externas espontâneas. No caso da colonização brasileira, escravos africanos foram trazidos (contra a sua vontade) para o trabalho nos canaviais (migração externa forçada).

Vale destacar também que os continentes, a depender das condições que reúnem em determinado momento da história, podem ser considerados emigratórios (quando há repulsão populacional) ou imigratórios (quando há atração populacional).

CONSEQUÊNCIAS DAS MIGRAÇÕES

As migrações determinam a distribuição geográfica da população no planeta e, ao longo do tempo, proporcionaram a união entre povos e culturas. Nos países subdesenvolvidos, que tiveram êxodo rural abrupto e urbanização não planejada, a concentração de pessoas nos grandes centros urbanos provoca periferização e inchaço do setor terciário.

Não se pode esquecer ainda que as migrações podem gerar conflitos étnico-raciais e/ou ideológicos em decorrência dos choques entre culturas e da competição por trabalho e melhores condições de vida.

Compartilhe conhecimento...