The Witch’s Life – Anne Sexton (Tradução)

A Vida da Bruxa
Tradução de Ana Santos 

Quando eu era criança
havia uma velha em nosso bairro
a quem chamávamos A Bruxa.
O dia todo ela espiava da sua janela no segundo andar
por trás das cortinas enrugadas
e às vezes abria a janela
e gritava: Saiam da minha vida!
Seu cabelo era como alga
e sua voz como rocha.

Penso nela às vezes
e me pergunto se é nela que me transformo.
Meus sapatos apontam para cima como os de um bufão.
Montes do meu cabelo, enquanto escrevo isto,
enrolam-se sozinhos feito dedos.
Lanço as crianças para fora,
pá por pá.
Só meus livros me ungem,
e alguns amigos,
os que penetram minhas veias.
Talvez esteja virando eremita,
abrindo a porta apenas para
uns poucos animais especiais?
Talvez meu crânio esteja demasiado cheio
e não tenha uma brecha através da qual
possa tomar sopa?
Talvez eu tenha fechado as cavidades
para prender os deuses?
Talvez, embora meu coração
seja um gato de manteiga,
eu o esteja inflando como a um zepelim.
Sim. É a vida da bruxa,
escalar a primordial escalada,
um sonho dentro de um sonho,
e então sentar-me aqui,
um cesto de fogo nas mãos.

The Witch’s Life

When I was a child
there was an old woman in our neighborhood
whom we called The Witch.
All day she peered from her second-story window
from behind the wrinkled curtains
and sometimes she would open the window
and yell: Get out of my life!
She had hair like kelp
and a voice like a boulder.

I think of her sometimes now
and wonder if I am becoming her.
My shoes turn up like a jester’s.
Clumps of my hair, as I write this,
curl up individually like toes.
I am shoveling the children out,
scoop after scoop.
Only my books anoint me,
and a few friends,
those who reach into my veins.
Maybe I am becoming a hermit,
opening the door for only
a few special animals?
Maybe my skull is too crowded
and it has no opening through which
to feed it soup?
Maybe I have plugged up my sockets
to keep the gods in?
Maybe, although my heart
is a kitten of butter,
I am blowing it up like a zeppelin.
Yes. It is the witch’s life,
climbing the primordial climb,
a dream within a dream,
then sitting here
holding a basket of fire.

Anne Sexton

Poema extraído do livro The Complete Poems: Anne Sexton. Boston: Houghton Mifflin Harcourt, 1981.

Compartilhe conhecimento...