Treaty – Leonard Cohen (com tradução)

Tratado

Composição: Leonard Cohen
Tradução: Ana Santos

Vi você transformar água em vinho
Vi você transformar vinho em água também
Sento-me à sua mesa toda noite
Eu tento, mas não me embriago com você

Eu queria que houvesse um tratado que pudéssemos assinar
Não me importa quem vai tomar esse monte sangrento
Sinto raiva e cansaço o tempo todo
Queria que houvesse um tratado, queria que houvesse um tratado
Entre o seu amor e o meu

Ah, estão dançando na rua – é o Jubileu
Nos vendemos por amor, mas agora estamos livres
Desculpe-me pelo fantasma que fiz você ser
Apenas um de nós era real, e era eu

Eu não disse uma palavra desde que você se foi
Que qualquer mentiroso não poderia ter dito
O ruído da interferência me impressiona
Você era meu chão, meu refúgio
Você era minha antena

Ah, os campos estão clamando – é o Jubileu
Nos vendemos por amor, mas agora estamos livres
Desculpe-me pelo fantasma que fiz você ser
Apenas um de nós era real, e era eu

Ouvi dizer que a serpente ficou perplexa com seu pecado
Ela se defez de suas escamas para encontrar a serpente interior
Mas nascer outra vez é nascer sem pele
O veneno penetra todas as coisas

E eu queria que houvesse um tratado que pudéssemos assinar
Não me importa quem vai tomar esse monte sangrento
Sinto raiva e cansaço o tempo todo
Queria que houvesse um tratado, queria que houvesse um tratado
Entre o seu amor e o meu

Compartilhe conhecimento...